sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Pensa nisto


4 comentários:

R. disse...

E o mesmo se poderia dizer dos excessos de ansiedade, de dramatismo, de pessimismo, de desmotivação, de frustração, etc, etc. Tantas vezes excessivos. Tantas vezes desnecessários.

De Profundis disse...

E tantas vezes fatais.
Obrigada pela visita,R.

quicas disse...

Afinal, parece tão simples viver momentos felizes - ou, pelo menos, não lhes passar ao lado!
bj

De Profundis disse...

Será que nós é que complicamos a vida, Quicas?

Bjo