sábado, 28 de maio de 2011

Do nada

Centro-me no teu abraço, a casa do meu corpo.

2 comentários:

Maria Campos disse...

E lembra-te que também tu, és casa de corpo....

Necessitas de mais abraços.
Aqui dixo-te o meu.

De Profundis disse...

Obrigada, Maria :)
Soube-me tão bem, o teu abraço!

Beijo