sábado, 7 de maio de 2011

Das estrelas...

Para que percorres inutilmente o céu inteiro, à procura da tua estrela? Põe-na lá...

Vergílio Ferreira

2 comentários:

Lobodomar disse...

Bom dia.

Excelente poema. Ao mesmo tempo, leve e intrigante. Certo que, melhor que ficar esperando as coisas boas acontecerem, é adiantar-se e buscar o melhor pelo próprio esforço.

Parabéns, poeta.
Um abraço!

De Profundis disse...

Obrigada pelas palavras e pela visita, Lobo do Mar.
Volte sempre :)