quinta-feira, 12 de maio de 2011

As palavras possíveis

É possível que eu esqueça a liquidez da lua
o sono dessa rua às três da madrugada
a longa caminhada orquestrada pela chuva
a sombra de uma luva em cima de uma vaga

É possível que eu esqueça o dia em que nasceste
Em que depois da luva apareceram as mãos
É possível que eu esqueça Ou me seja indiferente

É possível que sim É preciso que não

David Mourão-Ferreira, Sotto Voce

2 comentários:

manuela barroso disse...

E é possível que esqueça o silêncio que tarda
É possível que esqueça as ruas da lua
É preciso e urgente que a sombra me abrace
Na quietude da paz.
Abraço

De Profundis disse...

Tão distantes, a possibilidade e a urgência...

Um abraço, Manuela :)