segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Pó, cinzas e... nada.


Que importa restarem cinzas, se a chama foi bela e alta?

Mário Quintana

2 comentários:

Maria Campos disse...

Por um lado é reconfortante. Mas por outro......Dóooooooooooooooi!


Bjão,

Maria Campos.

De Profundis disse...

E não é sempre assim na vida?
Beijo