sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Na viagem da pele

E às vezes, o sonho do mar a esculpir em delicadeza de espuma, a rota definida na vertigem dos teus ombros...

4 comentários:

Anónimo disse...

É nestas alturas que eu tenho pena de não ter estudado. Eu consigo ler a frase (juntos as letras, as palavras e tal..., mas não a consigo decifrar...

Preciso duma nova oportunidade e duma oportunidade nova...

Anna disse...

OH...! Deixa lá... Acontece-me tantas vezes!!! :)

Maria João disse...

O mar, caricia aveludada sobre a pele dos ombros. Como quem seduz e protege ao mesmo tempo.

Lindo, Paula!

Beijinho

Anna disse...

Os ombros, pilares do amor... :)

Beijo, Maria João