sábado, 5 de fevereiro de 2011

O peso das palavras


No prato da balança um verso basta para pesar no outro a minha vida.

Eugénio de Andrade

6 comentários:

Lídia Borges disse...

Só mesmo Eugénio de Andrade poderia traduzir, deste modo o amor à poesia. Só ele!...

Beijo

Carmo disse...

A beleza e leveza do ser!

Um beijo

De Profundis disse...

Ele sabe, Lídia. Ele sabe como nenhum outro...

Beijo

De Profundis disse...

Sim Carmo, e a beleza da poesia...

Um beijo

JOE ANT disse...

Será, sem dúvida, um "verso de peso"!
...
E, ou, uma "vida muito leve"!
...
Dá-nos que pensar...
E pesar quanto o seu valor.

De Profundis disse...

O peso da poesia na balança da vida... Que seria a vida, sem poesia?

Um beijinho, Joe :)