sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

A música das palavras


Pescador da barca bela,
Onde vais pescar com ela,
Que é tão bela,
Oh pescador?


Não vês que a última estrela
No céu nublado se vela?
Colhe a vela,
Oh pescador!


Deita o lanço com cautela,
Que sereia canta bela...
Mas cautela,
Oh pescador!


Não se enrede a rede nela,
Que perdido é remo e vela
Só de vê-la,
Oh pescador.


Pescador da barca bela,
Inda é tempo, foge dela,
Foge dela,
Oh pescador!


Almeida Garrett, "Barca Bela" in Folhas Caídas

(Aniversário de Almeida Garrett - 4 de Fevereiro de 1799, na cidade do Porto)

9 comentários:

Anónimo disse...

Barco que vai ao mar arrisca-se a lá ficar...

Um beijo
LC

JOE ANT disse...

Normalmente gosto de pôr musica nas mminhas postagens.
Há muito que tinha um vídeo guardado à espera de ocasião.
E a situação não podia ser mais bela.
Só de vê-la (a barca bela) no meu blogue!

JOE ANT disse...

Normalmente gosto de pôr musica nas minhas postagens.
Há muito que tinha um vídeo guardado à espera de ocasião.
E a situação não podia ser mais bela.
Só de vê-la (a barca bela) no meu blogue!
...
Muito obrigado e bom fim de semana.

Carmo disse...

Também em tempos publiquei este belo poema de Almeida Garrett.

Um abraço

Boa semana

De Profundis disse...

... mas também pode voltar :)

Um beijo, LC

De Profundis disse...

Fiquei curiosa, Joe. Vou espreitar a sua música.

Beijinho

De Profundis disse...

É um poema imortal, Carmo. E merece ser relembrado.

Bom fim de semana, beijinho

Lídia Borges disse...

Ainda sei de cor, sempre soube!...

Música, sim!

Beijinhos, muitos.

De Profundis disse...

Eu também Lídia, sei-o de cor desde os bancos da escola primária.

Beijos, muitos. Saudades... imensas!