quinta-feira, 7 de janeiro de 2010


Às vezes é assim... Sento-me aqui em silêncio porque quero escrever. Porque preciso de escrever.
Mas há dias em que não sei escrever. Não sei.

4 comentários:

Lídia Borges disse...

Escrever...Como quem procede a um ritual inviolável, como quem cumpre uma vontade que sendo nossa, nasce num lugar longínquo onde nunca estivemos.

Beijinhos!

De Profundis disse...

Onde nunca estivemos e do qual, misteriosamente, sentimos saudades.

Um beijo, bom fds :)

Maria Campos disse...

Eu sei o queisto é. Às vezes a alma está fechada!

Bjca,

Maria Campos

De Profundis disse...

A alma não, Maria Campos. Só algumas portas.

Beijinho :)