quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

A propósito de política...


Anda a apetecer-me há muito tempo falar da Sra. Ministra da Educação... mas felizmente tenho-me segurado.

4 comentários:

WOLKENGEDANKEN disse...

Pena que nao fales. Eu estou a ler tantas coisas sobre a situacao dos professores portugueses e ainda nao consegui ter uma imagem clara.

Eu mesma sou professora, ou seja de principio a minha simpatia seria normalmente do lado dos meus colegas. Mas por exemplo noutro dia li um destos textos que circulam na internet em que um professor detalhou os motivos do seu descontentamento (nao sei se existe esta palavra, mas compreende-se,nao é :)) )Entao nesta longa lista de obligacoes que tinham os professores apareciou "o professor meio lecciona 6 aulas por semana e podem ser de turnas de tres niveis diferentes"

FIQUEI COM A BOCA ABERTA !!
Que nos temos como minimo 18 aulas por semana (de facto fazemos mais) e no secundario 12 niveis diferentes.

Resultado: outra vez nao sei que pensar....

De Profundis disse...

WOLKENGEDANKEN:
Deve haver aqui um equívoco qualquer. Em Portugal, um professor com horário completo tem 6 aulas por dia e não por semana!Para além das aulas, existe o trabalho de planificação e o da correcção dos elementos de avaliação dos alunos, que, como sabes, não é contabilizado em horas na escola.Depois, os professores têm cargos: Director de Turma (uma ou duas), Delegado de Disciplina, Coordenador de Departamento, Responsável por um Clube... Aqui trabalha-se muito mas nós não nos queixamos disso. Espero ter sido esclarecedora.
Já agora, a palavra "descontentamento" existe, está correctíssima e foi usada até à exaustão por Luís de Camões.
Beijinho

WOLKENGEDANKEN disse...

Ah, 6 horas por dia já soa mais conhecido :) director/a de turma, coordenador/a de departamento, sim sim .... nao imagino o que é um/a delegado/a de disciplina, mas trabalho da seguro :))

Fico contente que existe "descontentamento":)) E que o meu portugues é ainda muito basico e nao consego expressar o que queria no nivel linguistico que atinjo em outras linguas e sabes que é um sentimento frustrante. Entao se ainda por cima utilizaria um dicionaria cada vez que me falta uma palavra seria inaguentavelmente frustrante,por isso "invento" e muitas vezes os resultados sao bons, outras vezes menos, claro :))

De Profundis disse...

Wolkengedanken, não te preocupes com as pequenas falhas linguísticas, a comunicação tem sido possível. :)
Beijinho