quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Da solidão

- Solidão não é falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo... Isto é carência.
- Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar... Isto é saudade.
- Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para alinhar os pensamentos... Isto é equilíbrio.
- Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado... Isto é circunstância.

Solidão é muito mais do que isto.

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma...

Francisco Buarque de Holanda

8 comentários:

Anónimo disse...

Simplesmente, "DE PROFUNDIS"!

Enriqueço-me a cada visita a este espaço...

Obrigado,

Pedro Gaivota

De Profundis disse...

Eu é que agradeço o teu carinho, Pedro.

Um beijo

Lídia Borges disse...

"Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma..."

Dá que pensar, esta solidão agreste.

Um beijo

Pó e mais nada... disse...

Saudades com raíz de solidão...

Bjs =)

De Profundis disse...

É triste, Lídia... É uma solidão triste.

Beijo

De Profundis disse...

Pó e mais nada, obrigada pela visita :)

Beijos

Maria Campos disse...

Solidão é quando falamos sozinhos, numa linguagem clara e límpida, mas que só nós conseguimos entender.

Solidão é quando não nos reconhecemos, não conseguindo ultrapassarmo-nos, restando simplesmente o medo que se apodera de nós encarcerando-nos num casulo sem ar.

Um abraço amigo,

Maria CAMPOS.

De Profundis disse...

Tens razão Maria Campos, a solidão sufoca...

Um beijo