quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Mar Mulher


Há mulheres que trazem o mar nos olhos
Não pela cor
Mas pela vastidão da alma
E trazem a poesia nos dedos e nos sorrisos
Ficam para além do tempo
Como se a maré nunca as levasse
Da praia onde foram felizes
Há mulheres que trazem o mar nos olhos
pela grandeza da imensidão da alma
pelo infinito modo como abarcam as coisas e os Homens...
Há mulheres que são maré em noites de tardes
e calma


Sophia de Mello Breyner Andresen, in Obra Poética

4 comentários:

Anónimo disse...

Há mulheres que trazem o verde do mar nos olhos, as ondas no cabelo revolto, o cheiro a maresia entranhado na pele e o fascinio das profundesas no ventre...

Há mulheres...

;)

Anna disse...

Tão bonito, Caríssimo...

Desejo-lhe uma boa noite.

Lídia Borges disse...


É um poema para perscrutar com todos os sentidos como nos habituou Sophia.

Linda, a imagem!

Lídia

Anna disse...

Obrigada, Lídia :)

Beijos, muitos!