sábado, 15 de janeiro de 2011

Antes das palavras


Pego em ti com a ternura amarrotada do cansaço dos dias e estendo-te na folha branca do meu caderno. Penso-te, antes das palavras. Passo os dedos tristes pelo teu corpo e tu sorris-me. Tenho febre e sinto frio... Ignoro a dor no pulsar mais lento, mais fundo do coração...
Com as mãos tremendo, escrevo-te a negro e guardo-te para sempre no meu poema.

14 comentários:

Lídia Borges disse...

"Penso-te antes das palavras"
"Guardo-te no meu poema"

Quanta ternura entre linhas!...

Um beijo

Carmo disse...

Pego em ti com a ternura e a delicadeza que a situação exige.

Um abraço

Boa semana

Sonhadora disse...

Simplesmente belas estas palavras.

Com as mãos tremendo, escrevo-te a negro e guardo-te para sempre no meu poema.

Maravilhoso.

Beijo
Sonhadora

Anónimo disse...

Sem palavras,uniram-se na entrega de um abraço único,o abraço de quem sabe que um amor assim é raro,um desses amores que a vida reserva só para alguns,um amor que é apenas,uma chance em mil.
Profundis,09-11-2007

um abraço
Octávio

Maria Campos disse...

Escrever a negro numa folha branca. Ecrever a negro no caderno de recordações. Fazer um luto eterno ?... Não, cara amiga. Não podemos manchar de preto, NUNCA, o que nos deu luz, cor !

Agarra a tristeza e leva-a para bem longe num voo de mudança !

Mistura, tudo o que te faz sofrer, com tudo o que te faz feliz. E , numa alquimia mágica, decanta as dores e guarda para sempre o que te fez brilhar.

Pinta o arco-íris e espera que outros Sóis te iluminem !

" A vida é bela " !

Nunca te esqueças, por favor !

Dou-te o meu colo para respirares calmamente e vestires tua alma de Bennetton....

Maria Campos

De Profundis disse...

Que melhor lugar para se guardar o Amor, do que dentro de um poema?

Um beijo, Lídia :)

De Profundis disse...

Obrigada pela ternura, Carmo.

Um abraço, e uma óptima semana :)

De Profundis disse...

Obrigada pelas palvras, Sonhadora.

Beijo

De Profundis disse...

Octávio, vejo que és um leitor atento... Obrigada por me recordares as minhas próprias palavras :)

Um beijo

De Profundis disse...

Maria, não há luto na minha alma... Só nas minhas palavras... às vezes.

Beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

e assim em poema está sempre guardado..

beij

JOE ANT disse...

Eu e a minha pena,
escrevedora de meus poemas,
ilustradora de meus temas,
guardadora de meus temores,
suavizadora de dores,
preenchedora de espaços vazios,
brancos e negros,
nos dedos perros
que me acariciam,
me enchem de suores,
me estigmatizam,
me hipnotizam,
me infernizam,
me concretizam,
no meu caderno,
eterno

De Profundis disse...

E que melhor lugar para guardar o Amor, do que dentro das palavras de um poema?
Obrigada pela visita, Piedade :)

Beijinho

De Profundis disse...

Obrigada pela partilha, Joe.

Beijinho