sábado, 4 de dezembro de 2010

Da entrega


De punhos cerrados, não se pode apertar a mão a ninguém.

Indira Gandhi

4 comentários:

Anónimo disse...

Com os punhos cerrados não se abrem
portas

Um beijo
LC

Pedro Gaivota disse...

De mãos abertas cantemos:

Põe tua mão na mão do meu Senhor da Galiléia
Põe tua mão na mão do meu Senhor
Que acalma o mar
Meu Jesus que cuida de mim
Noite e dia sem cessar
Põe tua mão na mão do meu Senhor
Que acalma o mar

É bom que o mar acalme. Quando há tempestade no mar, há gaivotas que fazem comentários palermas.

Pedro Gaivota, com cara de puto que atirou a pedra e esconde a mão;)

De Profundis disse...

Pois não, LC. Mas arrombam-se.

Um beijo

De Profundis disse...

E o mar tem estado tão irado...! Parece-me promissor para que as gaivotas em terra se esmerem em comentários originais :)

Um beijo, Pedro