quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Arranja-me um coração


Arranja-me um coração. Pode ter sido já usado e sem serventia para ninguém, eu não me importo, arranja-me um coração por queimar, um que não tenha ido à guerra e não esteja ferido. Arranja-me um coração a estourar de sonhos, um coração leal que não me fuja do peito, pode ter asas de ouro, tão pesadas que não o deixem voar... Arranja-me um coração inteiro, que só saiba bombear o sangue e que não tenha aprendido a doer. Arranja-me um coração sem labirintos, sem poços profundos onde caiam e se afoguem os sonhos... Um músculo forte e robusto, cor de sangue, cor de vida, arranja-me um coração que não queira ser onda do mar, que não se desfaça na espuma dos dias, no veloz escorrer do tempo...
Preciso de um coração...
Ou dá-me então o teu... Quando sinto o teu coração bater nas minhas mãos, percebo que caberia inteiro no vazio do meu peito.

16 comentários:

Pedro Gaivota disse...

No peito da Ana Paula bate um coração assim...

Beijinhos

Anónimo disse...

Uauh.....Parabéns Paula!
Belíssimo texto...!
Não tenho palavras para descrever a emoção que senti durante a sua leitura.

Um beijo
LC

De Profundis disse...

(...)

Um beijo, Pedro

De Profundis disse...

Obrigada pelo carinho, LC :)

Um beijo

Lídia Borges disse...

Paulinha

Um coração assim é tão difícil de encontrar...

Um beijo imenso

joaquimdocarmo disse...

Um "coração" que fala! Belo! Poético!
Beijinho

De Profundis disse...

Será, Lídia?...

Beijo enorme :)

De Profundis disse...

Quicas, que bom vê-lo por aqui :)

Obrigada pela presença e beijinhos

joaquimdocarmo disse...

Olá, Ana Paula, amiga, obrigado!
Venho hoje aqui para lhe dizer que já publiquei o seu "Um sentido Adeus" no "in_er_te".
Espero não ter adulterado o espírito do texto, com as fotos que juntei.
Até já!
Beijinhos e bom fim-de-semana

Carmo disse...

Simplesmente belo!!!
Se todos os corações falassem...
Beijo

Bom fim de semana

De Profundis disse...

Olá Quicas :)
Já fui espreitar a sua nova casa e está muito mais bonita! O meu texto não foi de modo algum adulterado pelas imagens que escolheu, pelo contrário. Sinto-me muito honrada por achar as minhas inquietudes dignas de figurarem no seu cantinho. Muito obrigada!

Beijinhos

De Profundis disse...

Obrigada Carmo, pelo elogio e pela visita :)

Beijinho, bom domingo

JOE ANT disse...

Gostei imenso deste texto.
Especialmente, porque o meu também foi à guerra.
Rendo-lhe as minhas homenagens fazendo-o publicar no meu blogue na íntegra. Não solicitei autorixação prévia. Espero que não haja inconveniente. Caso haja, me informe pela mesma via que o retirarei de imediato.
...
Aproveito para lhe desejar um
*** FELIZ NATAL e BOM ANO NOVO ***

Virgínia do Carmo disse...

Senti profundamente o roçar do desespero e da tristeza, esses sopros que nos tombam sobre lágrimas cansadas...

E pela terceira vez hoje vou dizer, citando um dos poetas que mais admiro na blogosfera, "tudo muito belo"...

Um abraço

De Profundis disse...

Joe Ant, obrigada pelas palavras. Quanto ao meu texto, pode levá-lo... Na íntegra ou em retalhos, sinto-me muito honrada por poder partilhar inquietudes.

Obrigada pela visita, volte sempre :)

De Profundis disse...

Virgínia, ainda bem que gostou :) É um texto especial para mim...

Obrigada pelas palavras, volte sempre que queira :)