quarta-feira, 6 de julho de 2011

Rir

Rir da vida insana. Rir do que já foi. Rir ao amar, ou pelo menos tentar. Rir da alma desnuda. Rir.

Graciele Gessner

2 comentários:

Pedro Gaivota disse...

Deixa-me rir....
Essa história não é tua...
;)

De Profundis disse...

Agora é, Pedro. Roubei-a...!

:)