sexta-feira, 29 de abril de 2011

Dias de água

Conto-te de dias que são rios, que são mares, dias fontes ou regatos, ribeiros ou nascentes... Falo-te de dias de água. De dias que são promessas de risos, de silêncios e de olhares claros. Digo-te dos dias-poema, que se esperavam tanto.

4 comentários:

manuela barroso disse...

Ana,

Sempre a "Profundidade!"
Sempre numa miscelânea de palavras inquietantes, pensativamente "coloridas"...
E...os dias são tudo isso, sim! Umas vezes mais rio, outras mais mar...mas nem sempre são o que se sonhava...
Lindo!
Um abraço Ana
manuela

Lídia Borges disse...

Não sei bem porquê, mas felicito-te pela data e pela frescura e transparência da água nas tuas tão belas palavras.

Um beijo

De Profundis disse...

Manuela, obrigada pela simpatia das suas palavras e pela presença neste espaço :)

Beijinhos

De Profundis disse...

Obrigada, Lídia :)
Gosto tanto de saber de ti!

Beijos, muitos!