sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Por outras palavras...


(...) o meu coração vai sempre uns metros à frente da minha razão; quando a razão chega, já o coração - ou lá o que é - partiu de novo. Daí que tenha a impressão de que a minha razão preside a uma ausência. Na vida, só em raros momentos felizes razão e coração batem unanimemente, sem ressentimentos, pois se a razão é complacente, poucas vezes o coração se submete às considerações da razão. (...)

Manuel António Pina, Por outras Palavras, in Jornal de Notícias, 2 de Janeiro de 2009

3 comentários:

Zé de Ceilão disse...

Olá, muito bom ano para si.
Profundamente...

De Profundis disse...

Obrigada, Zé de Ceilão, desejo-lhe igualmente um bom ano novo.:)

alerts disse...

I will pass on your article introduced to my other friends, because really good!
wholesale jewelry