quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Da ausência


Não quero viver
sem ti
mais nenhum tempo

Nem sequer um segundo
do teu sono

Encostar-me toda a ti
eu não invento
Tu és a minha vida o tempo todo

Maria Teresa Horta, Sem ti

2 comentários:

Lua Nova disse...

Encatei-me com tuas palavras, encantei-me com teu blog. Lí um comentário teu no post anterior que fez-me pensar que gostaria de conversar contigo. Como sou brasileira e temos entre nós um oceano, o melhor é ancorar por aqui e seguir cada palavra tua.
Te convido a conhecer meu blog e tomar um chocolate comigo, aproveitando o friozinho que faz por aqui.
Beijos.
Seguindo...

De Profundis disse...

Obrigada, Lua Nova. Irei sim, e aceito o chocolate com muito gosto :)

Beijinho