terça-feira, 30 de setembro de 2008

Do outro lado


Hoje olhei-me ao espelho e não gostei nada do que vi. Não era, não podia ser eu, aquela pessoa estranha que me olhava do outro lado... A sensação é gelada, como a do gume de uma faca que de repente nos risca a pele e deixa o coração em suspenso. Estranhei-me profundamente, do olhar embaciado ao inexistente sorriso, da pele pálida às rugas sulcadas sem timidez...
E o confronto foi tão desagradável, tão doído, que virei as costas devagar e decidi que só regresso ao espelho quando conseguir regressar a mim.
Até lá, ignoro a estranha do outro lado.

4 comentários:

Anónimo disse...

Todo o mundo se sente assim de quando em vez.Mas passa, acaba por passar.

Beijinho :)

Manela disse...

Conseguiste escrever exactamente o que eu sinto muitas vezes.
Obrigada!!!!!!!!!!!!

Beijoca

Henrique disse...

...

Anónimo disse...

Gosto do tom introspectivo mas entristece-me o negativismo.Porque não sorris?