sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Palavras solitárias


Que farei quando tudo arde?

Sá de Miranda, Sonetos

2 comentários:

Anónimo disse...

Isto é o clímax! Cuidado com a floresta. É melhor o sexo seguro.

Maria Campos disse...

Ficar serena e, acreditar que depois da tempestade, ou do incêndio, vem a bonança. Podes crer. Bjão,M.C.