quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Há dias... de quatro folhas


Hoje a vida ofereceu-me um dia cheio de emoções, de sentimentos fortes e contraditórios. Não há muitos assim e pela violência com que são sentidos sabemos que ficarão connosco para sempre. São dias de lágrimas, de angústia, de alívio e de felicidade... Dias em que o coração bate mais forte, o peito oprime-se, as borboletas no estômago dançam inquietas e as mãos tremem... Dias de sorte. Inesquecíveis!... Para deixar guardados, só nossos, a amarelecer nas páginas da memória.
E hoje o meu dia foi um trevo de quatro folhas.
Ainda bem que o viveste comigo.

2 comentários:

Henrique disse...

Sortuda!
Bjo

Donagata disse...

É guardá-lo bem fundo, na memória, para que possamos bafejar com essa recordação alguns dos outros que apenas têm 3 folhas.