sábado, 31 de janeiro de 2015

É isto...


- É por essa janela que costuma voar?
Joana Ofélia sorriu.
- Qualquer janela serve. Foi Demérita que me ensinou. Basta olharmos através dos vidros e somos mais livres do que pássaros. As pessoas podem continuar a ver-nos, mas só nós sabemos que há muito que ali não estamos, que voámos com as aves, com o vento, com a poeira da estrada, com a água da chuva.

Alice Vieira, in Se perguntarem por mim digam que voei

2 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

uma imagem muito bela a acompanhar um excerto que também é belíssimo.
:)

Anna disse...

Grata pela visita e pelas palavras, Piedade.

:)