quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Não me perguntes...


Não me perguntes.
Não o faças, porque
de todas as vezes que te atreveres,
mentir-te-ei.
De todas as vezes, ouvirás
o que não quero dizer.
Por isso, peço-te:
não me perguntes.
Deixa-me com o meu silêncio,
com as asas do coração
fechadas à volta dos lábios.
Não me perguntes.
...mentir-te-ei...
Não o faças.

1 comentário:

Na Ponta dos Pés disse...

podes estar descansada que não o farei.
beijinhos

PS: posso só fazer uma perguntinha?