quarta-feira, 1 de maio de 2013

(...)


morre-se, quando já não é necessário escrever
seja o que for.

Al Berto

32 comentários:

Lídia Borges disse...


Al Berto sabia que as palavras não se esgotam, ao contrário da vida.
Mas se as palavras são vida é indispensável lutar por elas.


Um beijo

Anna disse...

Vale a pena sim, Lídia. Mas é, por vezes, uma luta inglória.

Beijo

Anónimo disse...

Já eu, sou incapaz de ir ao supermercado sem uma lista de compras...sou mesmo obrigado a escrever... :)

Stora

Respire fundo, encha os pulmões de "vento salgado" e com a mesma naturalidade com que expira partilhe connosco as muitas estórias que carrega no peito... A Stora sabe que Deus lhe reservou um lugar entre nós que vai muito para além do "simles" ato de ensinar...Continuamos, os seus alunos, os seus seguidores, os seus leitores,os seus amigos e os seus "amores" aprecisar da sua inspiração...

Dizem que "quem cala consente".Não consinta. Reserve o silêncio para o dia em que fatalmente todos nós nos transformaremos em apenas memórias... Até lá "Enquanto houver ventos e mar, a gente vai continuar...".

http://www.youtube.com/watch?v=Q1DpyKijT7o

;)Respeitosos beijinhos do Caríssimo

Isa Lisboa disse...

Um bocadinho por dentro, sim...

Beijo

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Pense fora da caixa

Anna disse...

Obrigada, Caríssimo :)

Com tanto mimo, corro o risco de me tornar insuportável!

Um beijo

Anna disse...

Um bocadinho do tamanho do mundo, Isa. Um pequeno mundo, mas um mundo, mesmo assim.

Um beijo

Mar Arável disse...

Mesmo para lá da morte

as palavras ficam a respirar

Anna disse...

Tão belo, Eufrázio...

Um beijo

Maria Estrela do Natal disse...

Estive à procura de endereço de mail para te escrever. Acho teu blog muito bom. Gostava de te adicionar no facebook pois também sou professora neste país...

Anna disse...

Obrigada, Maria Estrela :)
Há um endereço de e-mail no rosto do blogue. Terei todo o prazer em aceitar o pedido de amizade, colega :)

Beijinho

ORPHEU disse...

Estou há 10 meses a trabalhar em angola e aqui so tenho net meia hora por dia. Trabalho nas minhas coisas, leio o correio e gasto o resto a ler este blogue. Habituei-me a publicações diárias e é com tristeza que vejo que não escreveu nada.Pense que as suas palavras são o único bálsamo para algumas pessoas até porque já mostrei este blogue a alguns amigos e todos ficaram seus fãs.
Lembre-se disto, Anna.
Saudações do continente africano para essa terra a beira mar plantada.

Maria Campos disse...

Anna, as tuas palvras fazem -me tão bem! ... Só por isso, tenho a certeza que nunca as deixarás de as partilhar! Há muita gente neste espaço que viveria muito mais infeliz se nos deixasses de alimentar com elas!
Entretanto, aguardo a estória encantada da Aurora...
<3

Anna disse...

ORPHEU,

Conhecemo-nos há tantos anos...! Foi sempre correto na forma de comentar, generoso nos "selos" que me ofereceu e que orgulhosamente enfeitam a minha "casa", mas nunca me senti tão comovida como hoje com as suas palavras... É uma pesada responsabilidade, aquela que me faz sentir... Sabe, eu escrevo porque sim. Porque preciso. Mas saber que isso altera o dia de alguém, deixa-me um estranho aperto no coração...
Obrigada pela partilha junto dos seus amigos, espero manter-me merecedora dela, e agradeça-lhes também o tempo que me dispensam.
Prometo voltar em breve... :)
Deixo-lhe um beijo sentido e um abraço intercontinental :)

Anna disse...

Maria,

Obrigada, do fundo do coração, pelas tuas palavras... Parece que os meus leitores hoje decidiram mimar-me muito... :)
Tu sabes o que acontece em mim... e sabes que eu volto já... Prometo voltar com um presente para ti :)

Beijo. Grande.

Maria Campos disse...

Eu sei, minha linda, aliás, sem dúvida alguma!
Um xi grande<3

Anna disse...

Beijo, Maria :)

Anónimo disse...

Olá Stora

Nada do que possa estar a sentir é para si indizível pelas palavras...
Exteriorize. Diga-nos o que “De profundis “ lhe vai na alma. Nós estamos do lado de cá para a ler e acarinhar (eu queria dizer aturar, mas como está tristinha…).

Respeitoso, fraterno e delicado beijinho do Caríssimo

Anna disse...

Caríssimo,

Muito obrigada... :)
Mas sabe, andam teimosas, as minhas palavras... Fecham-se em concha e recusam-se a sair. São teimosas... E sufocam-me, confesso :(
Logo, logo, elas voltam porque isto é um eterno braço de ferro... No fim eu ganho, elas rendem-se, e os meus leitores terão que me aturar! :)

Beijo

Maria Campos disse...

Estás a vet? Já sairam! Que palavras tão liiiiiindas!

Anna disse...

:)
Beijo, Maria.

Rosa Carioca disse...

Verdade!

Anna disse...

:)
Um beijo, Rosa.

Anónimo disse...

Ó Storaaaaaaa!!!!

Vimos informar o seguinte:
Não fazemos tpcs, nem oficinas de escrita, nem fichas de gramática, nem orais, nem contratos de leitura (tá com sorte que já fizemos teste). Se a stora não atualiza o blog nós também não fazemos nada.
E os sumários também não escrevemos :p

Assinado:uns alunos que não querem que a stora saiba quem são para não parecerem escovas lol

Anónimo disse...

ò "Maria" Anna "Maria"

Até já me doi a almasó dfe pensar no "pobre" ORPHEU", desesperado em Angola sem o calor das suas palavras... Logo Angola uma terra onde não acontece nada...
" Estou há 10 meses a trabalhar em angola e aqui so tenho net meia hora por dia. Trabalho nas minhas coisas, leio o correio e gasto o resto a ler este blogue. Habituei-me a publicações diárias e é com tristeza que vejo que não escreveu nada.Pense que as suas palavras são o único bálsamo para algumas pessoas até porque já mostrei este blogue a alguns amigos e todos ficaram seus fãs.
Lembre-se disto, Anna.
Saudações do continente africano para essa terra a beira mar plantada..."

Vá lá Anna escreva qualquer coisa.
Deixo-lhe uma pequena amostra do sofrimento em que o seu leitor pode estar só para a sensibilizar:

https://www.youtube.com/watch?v=-s2_X8gEtHE

Vê ??? Não lhe doi a alma ??? Vá lá , escreva!!!

Anna disse...

Socorroooooo...!
Os meus alunos lêem o meu blogue!!!!

Anna disse...

Meus queridos alunos :)

Confesso, gosto desta rebelião organizada e unida... Mas não esqueçam o que sempre digo: somos livres de tomar decisões, mas temos que viver com as consequências dos nossos atos.
E sobre a vossa revolta falamos na segunda feira... Pode ser?

Obrigada pela visita, façam por ser bons meninos e um bom fds :)

(SEUS ESCOVAS!!!!!)

Anna disse...

Caríssimo,

O seu comentário foi publicado porque acredito que o fez sem intenção jocosa... No entanto, peço-lhe que não reproduza nem use comentários de outros leitores a quem respeito tanto como a si. Comente em seu nome, fale-me de si, fale-me de mim, eu saberei responder-lhe... Repito, não use as fragilidades de quem aqui comenta e partilha emoções ou sentimentos porque decerto também não gostaria que as suas palavras fossem usadas por outros comentadores. Acredito que não houve má intenção e por isso desejo-lhe um bom fim de semana e deixo-lhe um beijo.

Anónimo disse...

Anna

Apesar do direito que lhe assistia de não publicat o meu comentário, ainda bem que o fez. E digoisso à luz do seu coment´rio. De facto não havia nenhuma intenção jocosa. Por vezes ajo como se todas as pessoas conhecessem o meu "humor palerma" e expontaneamente, para não dizer impulsivamente, digo uns quantios disparates. Acredite Anna que a única intenção foi agitar as águas e tentar provocá-la. A proveito para apresentar as minhas desculpas ao seu leitos ORPHEU e para lhe garantir que esta situação desagradavel não voltará acontecer.

Respeitososcumprimentos do "Caríssimo".

Anna disse...

Eu sei, Caríssimo :)
Não se preocupe, desculpas aceites (no que a mim diz respeito).
Eu percebi a provocação... E peço desculpa pelo estado moribundo em que este blogue se encontra... São nós muito apertados na estrada da vida, todos os vivemos... Em breve terei desatado tudo o que me estrangula e voltarei às publicações diárias :)
Tenha medo... Tenha muito medo! :))

ORPHEU disse...

Obrigado pela elegância com que respondeu ao comentario que me cita. É fácil fazer humor quando se está sentado no sofa e se pode beijar a mulher e os filhos todas as noites. É facil rir quando se pode ajudar os filhos nos deveres, ou sair de casa para lhes comprar benuron. É facil tudo isto quando sabemos que ao chegar a casa temos quem nos espere.
Obrigado pela classe com que gere comentarios e comentadores, gosto daqui porque a pessoa por trás desta pagina mostra sensibilidade e respeito pelo mundo dos outros. Alem disso, tem um sorriso de menina, o mais doce que eu ja vi (andei a pesquizar na net)
Volte quando quiser, aqueles que gostam verdadeiramente de a ler saberao esperar pacientemente. Por aqui vai-se bebendo umas ekas e contando os dias para regressar a um pais que expulsa os seus homens, para poder abraçar aquilo que verdadeiramente importa.
Espero do fundo do coraçao que nada de grave esteja a passar-se consigo.
Aqui ao meu lado o meu companheiro Mário manda-lhe um abraço (acho que ele está apaixonado por si, mas faça de conta que nao sabe de nada)
Permita-me que lhe deixe um abraço (sentido, como a Anna diz as vezes).

ORPHEU disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anna disse...

ORPHEU,

Entendo o que sente... Ou acho que entendo, porque como dizia a minha avó, "Quem está de fora, racha lenha". Lamento a situação deste país que se esvazia lentamente, que separa famílias e mata sonhos com o punhal da desesperança. Espero que em breve possa abraçar a sua mulher e os seus filhos e que continue a passar por aqui, sempre que queira.

Obrigada pela preocupação, não, nada de grave se passa comigo... :)
Em relação ao seu amigo Mário, tenho a certeza que deve ser um erro de impressão, ou talvez um terrível equívoco :) Em todo o caso, ficará entre nós. :)

Retribuo o abraço que me deixa.

(O seu último comentário foi removido porque, espero que entenda, neste espaço todos os comentadores são protegidos e porque não permitirei que se faça dele uma arena onde se esgrimem hostilidades ou divergências. Aqui quero sentir-me bem. E quero que todos se sintam bem).