terça-feira, 28 de novembro de 2017

(...)


E entreguei-me - Terás percebido isso? Deixei de saber quem era. Continuo a precisar de ti para existir. Para dormir.

Inês Pedrosa, in Fazes-me Falta

6 comentários:

Anónimo disse...

Por vezes revisito esse livro.
Faz-me falta...
;)

Eros disse...

Oxalá tenha percebido.

Belo Livro!

José Carlos Sant Anna disse...

E sejamos apenas um rio nos dois sentidos...
Um abraço,

Anna disse...

É um livro tão belo... Tão triste.

Um abraço, Caríssimo :)

Anna disse...

Acredito que percebeu, sim.

Um livro imperdível e inesquecível...

Abraço, Eros :)

Anna disse...

José Carlos, esse é um desejo tão bonito...!

Abraço :)