terça-feira, 18 de junho de 2013

Os amantes


Os amantes, em geral,
passam noites inteiras
inquietos e ansiosos
- também eu.

Os amantes, em geral,
choram sobre as cartas,
dão telefonemas aflitos
- como eu.

Os amantes, em geral,
passam horas figurando
o corpo amado,
curvas, gestos, preferências
- como eu.

Os amantes em geral,
são patetas, maus estetas,
fazem versos ruins
e se chamam poetas
- como eu.

Affonso Romano de Santana

3 comentários:

Mar Arável disse...

Cada um fala por si

eu sou dos conseguem
"amar uma pedra"

Anna disse...

:)

Anónimo disse...

que tem?