sexta-feira, 24 de março de 2017

Nunca me esqueci de ti


E tu? Que palavras dirias a alguém, se soubesses que eram as últimas...?

segunda-feira, 6 de março de 2017

O Lume nos Dedos


Acende os dedos, um por um
Concebe a tua mão assim luminosa
para que os tendões sejam tocados
e a nudez se mova lentamente
através das pálpebras.

Acende os dedos e os ombros
e respira a força interna de um nome
para que a água estale nos lábios.
Acende o lugar e a sombra
e mergulha o rosto no segredo do espelho.

Acende os dedos, um por um,
esses afinal os degraus que conduzem
à morada dos astros e das raízes.


Vasco Gato, "O Lume nos Dedos" in IMO

quarta-feira, 1 de março de 2017

O outro lado do espelho


Não tenho tempo para mais nada, ser feliz me consome muito.

Clarice Lispector